A tapeçaria moderna de Jean Lurçat ilumina a Gobelins

Membro da Academia das Belas Artes, poeta e artista engajado, Jean Lurçat (1892-1966) é um dos maiores nomes do movimento do renascimento da tapeçaria. Fascinado pelas tapeçarias medievais, consideradas pore ele como as mais extraordinárias obras-primas da arte ocidental, Jean Lurçat inicia sua trajetória como pintor e expõe pela primeira vez, em 1920.

Para marcar os cinquenta anos da morte de Jean Lurçat, um dos maiores nomes da tapeçaria moderna, sua obra é tema de uma exposição inédita na Manufacture des Gobelins, no 13° distrito de Paris.

A mostra revela as diferentes facetas da obra de Jean Lurçat, chefe de um movimento que reuniu inúmeros artistas e teve papel determinante na história da arte e no renascimento da tapeçaria no século XX.

A exposição também possibilita a redescoberta de um pintor ímpar que conheceu entre as duas guerras, um grande sucesso na Europa e nos Estados Unidos. O sucesso de Lurçat junto aos grandes comanditários é acompanhado do reconhecimento por parte dos ateliês de Aubusson e das históricas Manufaturas nacionais (Gobelins, Beauvais e Savonnerie).

Reconhecido como o modernizador da tapeçaria, Jean Lurçat produziu milhares de cartões de tapeçarias célebres, explorando temas como a poesia, a guerra e os animais, muitas vezes, imaginários, para celebrar uma forma de harmonia entre homem e a natureza.

Poeta e ilustrador inspirado, criador no domínio das artes decorativas, artista nômade, apaixonado por viagens, Lurçat visitou mais de cem países estrangeiros em quatro continentes. Engajamento, descoberta, a viagem para Jean Lurçat representa um modo de vida. Ele nutre sua reflexão sobre o ser humano e o planeta, regimes políticos, mutações econômicas e sociais… paisagens fora do comum revelam aspectos do mundo, alimentam e inspiram sua arte.

O circuito da visita explora de forma cronológica a trajetória do artista, que decide abandonar a pintura de cavalete para se dedicar a tapeçaria, arte monumental que se tornou sua forma de expressão ideal para expor sua  concepção do papel social da arte.

Quem acompanha a @beminparis no Snapchat há algum tempo teve a oportunidade de ver essa exposição por duas vezes e possivelmente se lembre que essa exposição foi uma sugestão da minha filha Valentine, que tinha ido conferir a exposição com a escola. Ela me disse : « mamãe, você tem quer ver essa exposição que está maravilhosa e seus turistas não podem perder  no Snap».  Espero que você esteja entre aqueles que, de fato, não perderam essa exposição no Snap. Valentine tinha razão, a obra de Jean Lurçat é iluminada, tocante. Voltaria mais vezes e certamente teria o mesmo encantamento.

Intitulada « Au seul bruit du soleil », a exposição Jean Lurçat  fica na Manufacture des Gobelins, até o dia 18 de setembro de 2016.

Manufacture des Gobelins – 42, avenue des Gobelins – 75013 Paris

Metrô : linha 7 Estação : Les Gobelins

Aberta todos os dias, exceto às 2as-feiras (também fechado em 1° de maio, 25 de dezembro e 1° de janeiro)

gobelins
Manufacture des Gobelins, no 13ème

gobelins-loja
A livraria tem grande variedade de livros sobre a arte da tapeçaria e peças lindas. Amei esse porta-óculos !

E mais!

Cursos de iniciação à joalheria na Van Cleef & Arpels – Leia aqui

Paris conta com mais de duzentos museus. Conheça detalhes de alguns deles em nosso perfil  @museusdeparis.

Não fique desconectado em Paris! Consulte os planos disponíveis de telefonia e internet internacional.

Post escrito por:
Edis Lima

Edis Lima

Guia Cultural e Life Coach credenciada na França. Fundadora e Diretora da Bem in Paris, apaixonada por compartilhar sobre arte e cultura francesa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe no seu perfil:
Facebook
Twitter
LinkedIn
plugins premium WordPress