Marmottan-Monet: a maior coleção no mundo de obras de Claude Monet

Quando falamos em impressionismo, o primeiro museu no qual pensamos é o Museu d’Orsay, em Paris, que reune obras-primas de grandes artistas impressionistas como Monet, Manet, Caillebotte, Cézanne, Renoir, Pizarro e outros.

Porém, a maior coleção no mundo de obras de Claude Monet, não está no Orsay, mas sim, no Museu Marmottan Monet, um museu bem menor, que fica no 16° distrito de Paris.

O Museu Marmottan Monet deve sua existência a Paul Marmottan (1856-1932) que legou sua importante coleção de obras de arte e sua mansão, antigo pavilhão de caça, à Academia de Belas Artes.

O essencial da coleção do Marmottan é dedicado às artes do Primeiro Império, pelas quais, Paul Marmottan tinha verdadeira paixão, como erudito e colecionador.

Paul Marmottan era um grande conhecedor do estilo Primeiro Império e pôde constituir uma remarcável coleção, abrangendo quase todos os domínios artísticos de sua época fetiche : pinturas, desenhos, estampas, miniaturas, medalhas, esculturas, mobiliário, porcelanas, etc.

Marmottan Monet império

Marmottan Monet canova

Grandes nomes do Primeiro Império estão nele representados, como David, pintor oficial de Napoleão Bonaparte, Ingres, Gros, Girodet e Canova. No domínio das artes decorativas, as peças da coleção Paul Marmottan são assinadas pelos maiores artesãos da época : Jacob, Molitor, Bellangé, Thomire, Feuchère e outros.

Marmottan imperador e imperatriz
O Imperador Napoleão Bonaparte e a Imperatriz Josefina

Marmottan Monet aposentos
Cama no estilo Império, tendo pertencido ao Imperador Napoleão

 

Como a coleção de Monet chega ao Museu Marmottan 

Em 1957, o Museu Marmottan Monet recebe como doação, a coleção de Victorine Donop de Monchy, herdeira de seu pai, o Doutor Georges de Bellio, médico de Manet, Monet, Pissarro, Sisley e Renoir, que foi um dos primeiros apreciadores da pintura impressionista.

Mais tarde, Michel Monet, segundo filho do pintor, legou, em 1966, à Académie des Beaux-Arts, sua propriedade de Giverny e sua coleção de quadros, herança de seu pai, para o Museu Marmottan. O Museu adquire desta forma, a maior coleção no mundo, de obras de Claude Monet. Em 1996, a Fundação Denis e Annie Rouart é criada no Museu Marmottan Monet e enriquece suas coleções com obras prestigiadas de Berthe Morisot, Edouard Manet, Edgar Degas, Auguste Renoir ou ainda Henri Rouart.

Marmottan Monet retrato
Claude Monet, aos 27 anos

Marmottan Caillebotte
A célebre obra de Gustave Caillebotte, “Paris, um dia de chuva”, faz parte do acervo do Marmottan Monet

O Museu Marmottan Monet, fica no n° 2, rue Louis-Boilly – 75016 Paris –  Metrô : La Muette/linha 9

Attention ! Aberto todos os dias, exceto às segundas-feiras, das 10h às 18h. Noturno às  quintas-feiras, até às 21h.


Exposição 2016

A arte e a criança : obras-primas da pintura francesa.

Marmottan expo

Até 3 de julho de 2016, o Museu Marmottan Monet organiza a exposição L’art et l’enfant (a arte e a criança) : obras-primas da pintura francesa. Provenientes de coleções particulares e de prestigiados museus franceses e estrangeiros, uma centena de obras assinadas por grandes mestres como : Le Nain, Champaigne, Fragonard, Chardin, Greuze, Corot, Millet, Manet, Monet, Morisot, Renoir, Cézanne, Matisse, Picasso… retraçam a evolução do estatuto da criança, do século XV ao século XX e se interroga sobre seu papel no desenho infantil.

Marmottan expo enfant

A exposição “L’Art et l’enfant. Chefs-d’œuvre de la peinture française”, é sublime e inédita. Vale a pena conferir e aproveitar para conhecer a excepcional coleção impressionista do Museu Marmottan Monet.

Leia o post sobre a Casa e Jardins de Monet no link.

Paris conta com mais de duzentos museus. Conheça detalhes de alguns deles em nosso perfil  @museusdeparis.

Não fique desconectado em Paris! Consulte os planos disponíveis de telefonia e internet internacional.

Post escrito por:
Edis Lima

Edis Lima

Guia Cultural e Life Coach credenciada na França. Fundadora e Diretora da Bem in Paris, apaixonada por compartilhar sobre arte e cultura francesa.

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe no seu perfil:
Facebook
Twitter
LinkedIn
plugins premium WordPress