As velas perfumadas da Maison Trudon iluminam o Marais

A BEM in Paris foi conferir o novo endereço da boutique Cire Trudon, no n° 11, rue Sainte Croix de la Bretonnerie, no Marais. História, elegância e cores definem a maison, que existe desde 1643 e é o mais antigo fabricante de velas do mundo. Durante o século XVII, a rainha da França, Marie-Thèrese, concedeu a Maison Trudon o título de Manufacture Royale. As centenárias velas Trudon também conquistaram Maria Antonieta e até Napoleão Bonaparte, que no nascimento de seu filho, presenteou-lhe com uma vela realizada pela maison, com sua imagem incrustada em ouro.

Cire Trudon frascos

A Cire Trudon fabrica peças exclusivas para grandes nomes da moda como Cartier, Hermès, Kenzo, Guerlain e Dior, além de ornamentar alguns dos restaurantes estrelados de Paris. A maison desenvolveu uma linha à partir de extratos vegetais, que conferem às suas velas qualidade e perfumes inigualáveis.

Entre velas comuns (para castiçais e arranjos), velas perfumadas, cera para lacre e perfumes de ambiente, difícil resistir ao sutil refinamento e beleza de seus produtos. Na loja do Marais, encontramos algumas peças vintage à venda, como essas luvas perfumadas de pele de carneiro, que nos remetem aos bastidores da corte francesa, onde as luvas perfumadas eram usadas para amenizar odores.

Cire Trudon luvas

1643 : Claude Trudon adquire uma loja na rue Saint-Honoré e da início a sua atividade de merceeiro e fabricante de velas.

1714 : A Manufatura passa a utilizar cera de abelha para fabricar suas velas.

1715 : A Corte de Luís XV e as grande paróquias do reino passam a comprar velas brancas da Manufatura.

1737 : Herdeiro da família Trudon, Jérôme Trudon, adquire igualmente a Manufatura Real de Ceras, situada em Antony, arredores de Paris.

1762 : Um artigo é publicado na Enciclopédia das Ciências, sobre a arte de fabricar velas.

1789 : A Manufatura Trudon é fornecedora de Versalhes até os últimos momentos da monarquia e supera a Revolução Francesa.

1811 : A Manufatura entra na corte Imperial.

1889 : Com a Exposição Universal, nem a política, nem a indústria enfraquecem os negócios da Manufatura.

2007 : A empresa é batizada Cire Trudon e se especializa na produção de velas perfumadas.

A primeira boutique do século XX foi inaugurada em Saint-Germain-des-Prés, no n° 78 rue de Seine, 75006 Paris.

Cire Trudon Napoleao

Um ponto em comum entre a Maison Trudon e Napoleão, é que ambos escolheram a Abelha como símbolo.

Desde a Antiguidade, a Abelha se distingue como símbolo da ressurreição e da imortalidade. Muito cedo, era identificada nos primeiros emblemas da realeza francesa.
Em 1804, Napoleão procurava novas maneiras de representar o poder. Ele queria encontrar símbolos que marcassem a ruptura com a monarqua absoluta. Deixando para trás, a Flor de Lis, ele escolheu a Águia, bem como a Abelha, que evocava não somente as origens da realeza francesa, mas também a imagem do povo, trabalhando para o seu soberano, num espírito comunitário. Napoleão decidiu, assim, imprimir abelhas no brasão de armas do Império e, durante sua Coroação, no dia 2 em dezembro de 1804, na Catedral de Notre Dame de Paris, ele usou um luxuoso manto de veludo, na cor púrpura, bordado com abelhas.

aguia e abelha
Águia e abelha, símbolos de Napoleão Bonaparte

O Marais é um dos bairros onde propomos passeio guiado a pé. Passeio descontraído realizado por um Guia profissional, com explicações históricas e culturais e paradas gourmets em endereços selecionados a dedo por nossa equipe. Saiba detalhes no link.

E MAIS!

Conheça o JoBo, hotel de charme no Marais com decoração inspirada em Josefina Bonaparte. Nesse link.

Uma loja no Marais dedicada ao make-up e cosméticos Chanel. Confira!

The Hoxton Paris, hotel e hot spot parisiense – Leia aqui

Paris conta com mais de duzentos museus. Conheça detalhes de alguns deles em nosso perfil  @museusdeparis.

Não fique desconectado em Paris! Consulte os planos disponíveis de telefonia e internet internacional.

Post escrito por:
Edis Lima

Edis Lima

Guia Cultural e Life Coach credenciada na França. Fundadora e Diretora da Bem in Paris, apaixonada por compartilhar sobre arte e cultura francesa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe no seu perfil:
Facebook
Twitter
LinkedIn
plugins premium WordPress