Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.

Bicentenário da morte de Napoleão

O bicentenário da morte de Napoleão Bonaparte é comemorado neste ano de 2021. Personagem complexo e controverso, cuja vida oscila entre heroísmo e tragédia, vitória e derrota, avanços modernos e medidas regressivas.

bicentenário da morte de Napoleão

Com seu afastamento do poder na França, Napoleão foi exilado pelos ingleses na ilha de Santa Helena, um dos lugares mais isolados do mundo. A ilha foi durante muito tempo, uma escala importante, porém ganhou fama por ter sido cenário do último capítulo da vida de Napoleão e de sua morte, aos 51 anos,em 5 de maio de 1821.

bicentenário da morte de Napoleão

Organização do Estado: herança napoleônica

A vida íntima e política de Napoleão Bonaparte, de sua ascenção ao seu declínio como imperador, está intimamente ligada à História da França. Organizar o Estado, a sociedade, a capital, tal era o projeto napoleônico. Com autoridade, mas sem tirania, ele conseguiu estabelecer as bases da França contemporânea.

bicentenário da morte de Napoleão

Napoleão Bonaparte no Castelo de Fontainebleau

O Castelo de Fontainebleau conhecido como «  residência dos séculos » por ter acolhido reis e rainhas, imperadores e imperatrizes, foi uma das residências imperiais preferidas de Napoleão I, que nele residiu em diferentes períodos com suas esposas, Josefina de Beauharnais e Maria Luisa.

Castelo de Fontainebleau

Em Fontainebleau Napoleão residiu exatos 170 dias, pois além de Fontainebleau, o imperador tinha outras residências oficiais, a exemplo do Palácio imperial de  Malmaison, situado entre Versalhes e Paris.

Napoleão acolhe o Papa Pio VII em Fontainebleau, vindo da Itália para  coroá-lo como imperador, ato oficial contrariado pela vontade de Napoleão que se autocoroou marcando com tal gesto a ruptura entre o poder da igreja e o poder do império.

O Trono de Napoleão em Fontainebleau

2021: bicentenário da morte de Napoleão Bonaparte

Por ocasião do bicentenário de sua morte, a França homenageará sua trajetória por meio de relevantes exposições temporárias em diversos museus e monumentos de grande relevância na história de Napoleão, dentre eles, o museu do Louvre, o castelo de Malmaison, o castelo de Fontainebleau, o castelo de Versalhes e o museu do Exército (Palácio do Inválidos), além de exposições no Grand Palais e La Villette.

bicentenário da morte de Napoleão
Tumba de Napoleão

LEIA AQUI NO BLOG OUTROS POSTS SOBRE NAPOLEÃO BONAPARTE 

A última viagem de Napoleão Bonaparte. Aqui.

Castelo de Fontainebleau : residência favorita de Napoleão. Aqui.

Palácio Imperial de Malmaison: na intimidade de Napoleão e Josefina. Aqui.

Palácio dos Inválidos: os segredos de estratégia de Napoleão. Aqui.

Napoleão reinterpretado pelo artista Kehinde Wiley. Aqui.

Palacio dos Invalidos Paris

Paris conta com mais de duzentos museus. Conheça detalhes de alguns deles em nosso perfil  @museusdeparis.

Não fique desconectado na Europa! Consulte os planos disponíveis de telefonia e internet internacional.

Post escrito por:
Picture of Edis Lima

Edis Lima

Guia Cultural e Life Coach credenciada na França. Fundadora e Diretora da Bem in Paris, apaixonada por compartilhar sobre arte e cultura francesa.
Compartilhe no seu perfil:
Facebook
Twitter
LinkedIn
plugins premium WordPress